quarta-feira, 12 de maio de 2021

ESTADO DE ISRAEL ASSASSINO E ILEGÍTIMO PROVA A NECESSIDADE DE APOIAR A LUTA DE LIBERTAÇÃO NACIONAL NA PALESTINA:

Já são mais de 40 horas seguidas de bombardeios sionistas faixa de Gaza contra palestinos civis.  Ao menos 43 palestinos, sendo 13 crianças foram assassinadas e centenas de palestinos feridos por um exercito de caráter colonialista que ocupa a faixa de Gaza, com a tentativa genocida de usar bombardeios e fósforo branco contra inocentes. 

É importante frisar que o "conflito" descrito por parte da grande mídia, é um genocidio, utilizado de todas as características mais bárbaras e desumanas possíveis direcionada contra a Palestina que já dura 73 anos. A outra parte da grande midia simplesmente negligência as informações, oculta fatos e toma o lado do poderio bélico criminoso israelita, que cumpre sua tarefa de destruir tudo que represente a Palestina. 

O terrorismo sionista, e todo pútrido caráter colonial, hoje, representa um dos grandes inimigos dos democratas em todo o mundo, e deve ser lembrado constantemente. Este mesmo terror sionista ocupa as casas, saqueia e se apropria dos recursos palestinos, que separa e assassina famílias inteiras possuem o intento de destruir todo um povo, toda uma cultura. 

Não apenas bombardeou as casas com civis, levando a vida de tantas crianças e tantas mulheres, mas também a mesquita de Al-Aqsa, o 3° lugar mais sagrado para os muçulmanos,  que foi bombardeada enquanto havia fiéis dentro do local; para além disso os médicos foram proibidos de adentrar na mesquita e foram recebidos com tiros pelo exército israelense. 

Importante lembrar também que nesse tempo de pandemia, o Estado facínora de Israel ainda priva o povo palestino do acesso a vacina, enquanto o mesmo sionismo demonstra ao mundo a felicitação de ter vencido o vírus, não obstante nas últimas horas, 1 israelense morreu de Covid, 30X menos o número de pessoas mortas por bombas na palestina. 

Guerrilheiros palestinos com fuzis devolvem balas à polícia de ocupação sionista na cidade palestina de Lod. via: @DaniMayakovski , twitter.



O povo palestino, em resposta a tudo o que sofre, oferece a anos uma dura resistência, utilizando-se de todas as formas possíveis para enfrentar seus algozes sionistas. Nas últimas horas, guerrilheiros palestinos com fuzis nas mãos combatem as forças de ocupação na Faixa de Gaza. A única forma, demonstrada pela história, que pode ser instrumento que possibilita resistir e superar o inimigo provado na história, a única linguagem párea ao domínio imperialista e colonial, a única forma que os povos oprimidos de todo o mundo possuem de libertar-se de seus opressores.

O movimento COMBATE(R) se solidariza com as tantas famílias assassinadas pelo Estado sionista e genocida de Israel, assim como apoia e defende a gloriosa resistência palestina, dos oprimidos que utilizam-se de todas as formas para sua libertação!


Leituras para melhor compreender a história do domínio genocida Israelense e da resistência palestina:


1° Sabem as hordas fascistas: Também a Palestina é indomável

2° Israel-Palestina: soberania, colonialismo e anexação

3° Pela descolonização da questão Palestina/Israel

4° Estado de Israel completa 71 anos marcado por violência e expulsão de palestinos

5° É hora do mundo negar a Israel sua impunidade

6° Povo palestino se rebela vingando décadas de opressão

7° Ser favorável ao Hamas, por quê?

Nenhum comentário:

Postar um comentário